A FRENTE PARLAMENTAR ANTI-DILMA ROUSSEFF NO CEARÁ: TASSO JEREISSATI, GENECIAS NORONHA E DANILO FORTE ~ Blog do Lenno Barbosa Parambu

A FRENTE PARLAMENTAR ANTI-DILMA ROUSSEFF NO CEARÁ: TASSO JEREISSATI, GENECIAS NORONHA E DANILO FORTE



À Comissão Especial da Câmara Federal, que analisa o pedido de Impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), poderá criar uma frente parlamentar cearense de oposição ao Governo federal. O presidente estadual do Partido Socialista Brasileiro, o deputado federal Danilo Forte, é titular da Comissão, enquanto, o presidente estadual do Solidariedade, o deputado federal Genecias Noronha, é o lider da bancada de deputados de sua agremiação partidária, com isso deverá surgir uma parceria, com reflexo político-eleitoral no Ceará.
O senador Tasso Jereissati (PSDB) deverá ser a principal liderança do movimento pró-impeachment em nível nacional, como principal voz tucana perante a opinião pública. Tasso Jereissati deverá construir uma frente partidária cearense, que será compartilhada, com os deputados federais Danilo Forte (PSB) e Genecias Noronha (SD). O novo bloco oposicionista local (PSDB-PSB-SD) vai atuar em conjunto nas eleições municipais, em terra alencarina.
O deputado federal Danilo Forte e o deputado estadual Heitor Férrer vão transformar a sede do Partido Socialista Brasileiro, no principal centro político-institucional pró-impeachment da Região Metropolitana de Fortaleza. O deputado federal Genecias Noronha foi o parlamentar cearense mais votado no interior para a Câmara, com certeza vai transformar a sede (Partido) Solidariedade no centro de apoio político-institucional (Pró-Impeachment) dos pequenos e médios municípios. A deputada estadual Aderlania Noronha (SD) deverá reproduzir o discurso pró-impeachment do bloco oposicionista na Assembleia Legislativa do Ceará, em parceria com os parlamentares regionais: Heitor Férrer (PSB) e Carlos Matos (PSDB).
O senador Tasso Jereissati (PSDB) precisará construir esse processo de aproximação com os deputados federais Danilo Forte (PSB) e Genecias Noronha (SD), para que ocorra uma reestruturação de uma oposição de caráter nacional, com discurso ideológico capaz de derrotar ou enfrentar o fragilizado condomínio político-administrativo camilista-robertista sob a liderança do ex-governador Cid Gomes (PDT), nos pleitos eleitorais municipais. Os setores organizados da sociedade civil cearense na capital e nas cidades interioranas deverão votar maciçamente numa frente oposicionista ao Governo Federal (Dilma-Lula-PT).

Fonte: Site Ceará em off
Postar um comentário