POLÍCIA LOCALIZA MÃE QUE ABANDONOU CRIANÇA NO LIXO EM SÃO MIGUEL DO TAPUIO NO PIAUÍ ~ Blog do Lenno Barbosa Parambu

POLÍCIA LOCALIZA MÃE QUE ABANDONOU CRIANÇA NO LIXO EM SÃO MIGUEL DO TAPUIO NO PIAUÍ



A mãe da criança foi localizada hoje (14/02) pela equipe de policiais civis de Castelo do Piauí. O delegado Anchiêta Nery traçou uma linha de investigação e após um minucioso levantamento de informações junto aos órgãos ligados a saúde e com o apoio da população de São Miguel do Tapuio, o caso foi solucionado.
“A população de São Miguel ajudou bastante na elucidação do caso. Desde o momento em que a criança foi encontrada nós passamos a receber informaçõe satravés de ligações telefônicas. Isso foi fundamental para finalizarmos essa investigação localizando a mãe”, disse o delegado.
Após o levantamento das informações, a polícia localizou uma residência cujos moradores poderiam ter ligação com o caso. Depois de algumas horas de conversa, uma mulher confessou que ela era a mãe da criança. A mulher é moradora de São Miguel do Tapuio.
“Constatamos que ela passou por uma grave alteração hormonal após o parto e acabou praticando esse abandono. Ela disse que escondeu a gravidez da família, tinha um quadro depressivo preexistente e ficou desesperada quando entrou em trabalho de parto, em casa, sozinha, durante a madrugada. Nas primeiras horas da manhã, caminhando, ela decidiu deixar a criança nesse local e voltou para casa. Ela disse que logo em seguida se arrependeu, voltou ao local para recolher a criança mas a equipe da limpeza já havia encontrado. Formou-se uma aglomeração de pessoas, ela ficou temerosa de se apresentar como a mãe e retornou para casa”, contou Anchiêta Nery.
O delegado disse ainda que o pai da criança, um ex-companheiro, também não sabia da gravidez e atualmente está em um novo relacionamento e morando em outro Estado. Anchiêta Nery disse que o fato configura um crime e por isso vai ser aberto um inquérito policial e consequentemente um processo judicial.
“Nossa obrigação é apurar todas as circunstâncias e estamos fazendo isso. Vamos encaminhá-la para o Instituto de Medicina Legal para uma perícia psicológica, vamos analisar todos os elementos de prova para saber se isso realmente ocorreu logo após o parto e se as pessoas da casa não podiam ter evitado essa situação de abandono. Encerraremos o inquérito dentro do prazo e encaminharemos ao Poder Judiciário. A criança continua sob os cuidados da equipe médica e acompanhada pelo Conselho Tutelar de São Miguel. O Juiz e o Promotor da comarca se reuniram e estão discutindo uma solução para o caso. O nome da mãe, por enquanto, vai ser mantido em segredo por ser uma situação familiar bastante delicada. Vamos avaliar se outros familiares reúnem condições de ficar com a guarda da criança”, finalizou o delegado Anchiêta Nery.
Fonte:Castelo em Foco
Postar um comentário